segunda-feira, 21 de abril de 2014

50 ANOS APÓS DITADURA MILITAR GOVERNO PETISTA AINDA AMEAÇA OPINIÕES DE JORNALISTAS! "Isso é uma Vergonha"!


          
A atitude do Governo Federal em colocar contra a parede o SBT, através de seu ministro que cuida do dinheiro da comunicação do governo, ao pensar em não repassar a verba publicitária de R$ 150 milhões ao ano para a emissora é uma atitude exatamente igual ao que os militares de 1964 fizeram contra os donos da TV Excelsior.
          Em 1964, ao saber que Wallace Simonsen, dono da TV Excelsior, não aceitava passivamente o Regime Militar por ser amigo pessoal de João Goulart e fazia um jornalismo que questionava atitudes dos militares que tomaram o poder dos políticos, o então presidente Castelo Branco, de maneira objetiva e estratégica, cassou da noite para o dia literalmente a concessão da companhia aérea Pan Air, a que foi a mais luxuosa do Brasil e que detinha exclusividade de viagens ao estrangeiro e que era no fundo a sustentação financeira da Excelsior.

          Logo que Castelo cassou a Pan Air, de imediato desapropriou por uma ninharia todas as propriedades de Simonsen que tinham aeroportos pelo Brasil sob pretexto de segurança nacional. Desta maneira Wallace ficou sem sua grande renda da companhia aérea e a renda das taxas que lhe rendiam seus aeroportos. Foi questão de tempo para que Simonsen gastasse suas economias tentando pagar as contas da Excelsior que só eram pagas graças ao dinheiro que ele arrecadava fora da emissora.

          O PT no governo, através de Dilma Rousseff e Franklin Martins, curiosamente companheiros de guerrilha terrorista cubana contra militares brasileiros em 64, fez igual a Castelo Branco ao ameaçar o SBT de ficar sem os 150 milhões de verbas de publicidade. A diferença é que há 50 anos Simonsen não se vergou aos militares e quebrou, perdendo a TV Excelsior e deixando na mão milhares de famílias.

          No caso atual de Silvio Santos, através de seu sobrinho Guilherme Stoliar, que trata de casos políticos, acabou cedendo e compondo uma situação para evitar que os funcionários da emissora acabassem pagando com seus empregos a redução de verbas publicitárias da emissora.

Apenas pra exemplificar em dinheiro, o SBT não tem nem 50 milhões de lucro ao ano, ou seja, se perdesse 150 milhões de verbas do governo teria que reduzir seu quadro de funcionários, principalmente do jornalismo. Então a atitude de Silvio compor a situação tirando os comentários pessoais de Rachel Sheherazade do ar, foi sensata ao preservar os empregos dos trabalhadores.

          Tem mais ainda. Engana-se quem acredita que o tal comentário sobre o menor preso ao poste foi o responsável pela ação da deputada comunista contra Rachel e o SBT. O pavor que o governo do PT tem ou tinha era que Sheherazade começasse a contar ao povo os bastidores da Petrobras.

          Tais bastidores escandalosos aparecem apenas em jornal que o povo não lê ou na web que o povo sequer entende. Mas quando Rachel começasse a explicar seria o fim do governo do PT e de petistas atuantes. Este foi o pavor que gerou toda a ação do governo.
Fonte: http://rd1.ig.com.br/blogueiros/jamesakel/sbt-leva-cala-boca-do-governo-e-lembra-caso-da-extinta-tv-excelsior-com-militares/261305
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário