sexta-feira, 28 de outubro de 2011

MAIS UM... Orlando Silva não está com a "bola toda" e é o sexto a cair!


Em entrevista à revista Veja, publicada há duas semanas, o policial militar João Dias Ferreira acusou Orlando Silva de receber dinheiro vivo na garagem do Ministério do Esporte, no fim de 2008. O dinheiro faria parte do programa Segundo Tempo, que destina verbas a ONGs com o intuito de incentivar a prática esportiva entre jovens.

Dias diz que o ministro cobrava 20% das entidades contempladas no programa. O esquema, segundo ele, teria desviado R$ 40 milhões ao longo de oito anos.

Ex-militante do PCdoB, o autor das denúncias presidiu duas entidades suspeitas de desviar cerca de R$ 2 milhões do programa Segundo Tempo. Ele é acusado de usar o dinheiro para a compra de uma casa avaliada em R$ 850 mil e financiar sua campanha para deputado no Distrito Federal, em 2006.

Dias chegou a ser detido em 2008, durante a Operação Shaolin, da Polícia Civil do Distrito Federal, que apurou desvios de recursos em contratos do governo com ONGs.

O ex-ministro do Esporte e atual governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também é acusado de desviar dinheiro do programa Segundo Tempo.

Após a entrevista publicada pela Veja, o jornal O Estado de S.Pauloafirmou em reportagem que Anna Cristina Lemos Petta, mulher do ministro, recebeu dinheiro da União por meio de uma ONG comandada por filiados ao PCdoB.

Segundo a reportagem, uma empresa criada por Petta e pela irmã de Silva recebeu R$ 43,5 mil da ONG Via BR, que tem entre seus quadros dois filiados ao PCdoB e recebeu mais de R$ 272 mil do Ministério do Esporte para prestar serviço na 3ª Conferência Nacional do Esporte.

A casa caiu para Orlando Silva, o sexto ministro a cair no governo Dilma.

Será que isso que está acontecendo é porque a corrupção está sendo descoberta pelo governo ou por que a presidente não teve a competência de saber escolher os seus ministros.? das duas fico com a última.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Como confiar no ENEM?


Alunos do colégio Christus, de Fortaleza, podem ter sido beneficiados com suposto vazamento de questões do Enem 2011 dois dias antes da prova. Os estudantes comentaram as previsões do Christus em sites de relacionamento como twitter e facebook. Esta não é a primeira vez que acontece um vazamento das perguntas do Exame Nacional do Ensino Médio. As perguntas idênticas as do Enem estavam nas apostilas dos estudantes.

Vejam só, uma prova que serve como uma vaga para uma universidade acontece isso, como pode? Como teremos credibilidade no ENEM com tantos escândalos? O INEP tem que investigar e tentar solucionar esse problema que já virou rotina. Tem que fazer pagar os verdadeiros culpados de tudo isso.

E aí? Fazer ou não fazer o ENEM 2012?